De-vez-em-quando

25 de fevereiro de 2013 em Rosana Bond

De-vez-em-quando
Guarani, Celesc, blogueiros e esporte

!Salve, gente boa! Como o título da coluna já diz, estarei com vocês em dias imprecisos. Não é por mandrionice, juro. O trabalho com os livros, pesquisas, palestras é muito, e o tempo pouco.
Nem pensem que isso é queixa, adoro a fuzarca da atividade. Nessa altura do campeonato, quase idosa “oficial” (pelo critério da lei), paradeira sim, me deixaria incomodada.

 

!O ambiente do esporte profissional está enfermo.
Não falo só do último acontecimento, do homicídio contra o rapaz boliviano, e da reação lamentável da diretoria do Corinthians de não aceitar a punição do time.
Falo de mil sintomas, diagnosticados pelaí todos os dias.
Outro exemplo rumoroso recente: o doping confessado pelo ex-ciclista campeão Lance Armstrong (USA). O pior é que o crime não surpreendeu seus colegas. Afinal, nos bastidores dos esportistas profissionais, todo mundo sabe e muitíssimos usam, como denunciou em entrevista uma pessoa da família da nadadora Rebeca Gusmão, acusada no Pan do Rio em 2007.
No caso do ex-ciclista, penso que a culpa não foi só de um suposto mau-caratismo individual. E sim de uma lógica de “vale tudo” que vigora no meio profissional, desde que as atividades atléticas foram transformadas num business capitalista.

 

!Os atletas, tornados “produtos”, “mercadorias”, são seduzidos a cometer absurdos para permanecerem dentro de um lucrativo empreendimento transnacional que move bilhões de dólares todo ano.
Doping, dores cotidianas maquiladas por dirigentes de times/equipes, contusões numerosas, desgaste físico extremado, distúrbios emocionais. E torcedores estimulados até o ponto do fanatismo (afinal, são importantes financiadores/ compradores/ consumidores).
Essa é verdadeira cara do capitalismo esportivo. O contraesporte, o contra-saúde, o contraexemplo para a galera jovem. Portanto, nada de deslumbre, meninada.
Por outro lado, um viva aos amadores !     

 

!Visita da blogueira cubana ao Brasil e renúncia do papa Bento 16.
Dois assuntos controvertidos, duas boas oportunidades para se ler livros.
Sobre o primeiro, sugiro Dentro da Companhia, do ex-agente Philip Agee. Antigo, mas ainda super válido.
Não sei se a moça é ligada à CIA, como se diz. Mas a obra do estadunidense revelou métodos dos anos 1960, de cooptação de pessoas (pagas pela CIA para denunciar regimes hostis aos USA), as quais passavam a agir de modo bem parecido à blogueira de hoje.
Sobre o outro tema, há um livro recente: Os pecados do Vaticano: soberba, avareza, luxúria, pedofilia – Os escândalos e os segredos da Igreja Católica. Seu autor é o sociólogo e historiador italiano Claudio Rendina. Este ainda não li, mas a crítica o tem considerado como sério.     

 

!Uma singela pergunta à Celesc: alguém aí poderia dizer (a nós moradores de S. Antônio, Sambaqui e Barra) por que o telefone de emergência só dá sinal de ocupado quando mais se precisa dele? Tipo quando todas essas comunidades ficam sem luz ao mesmo tempo…
Sabemos que quando há tempestade, por exemplo, os pedidos de reparos são muitos, tudo bem.
Mas 11 horas só ocupado, direto, como aconteceu semanas atrás, ninguém merece !!!

 

!Há alguns dias, o Globo Rural informou que índios guaranis estavam se assentando na região de Guaíra (PR), numa retomada de terras ancestrais. Ah, pra que ! Reação imediata dos fazendeiros.
Um deles, entrevistado, falou que era contrário. “Nunca teve índio por aqui”, declarou, peremptório e agressivo.
Volta pra escola, ô cara-pálida !
Todo paranaense aprende desde pequeno, no colégio, que Guaíra foi uma histórica zona guarani. Mais ainda: era um dos pontos populacionais mais densos da tribo, até esta ser atacada pelas tropas de Irala, governador paraguaio, que ali fundou a Ciudad Real del Guayrá nos anos 1500.
Além disso, aldeias continuavam existindo na área em plenos anos 1980, quatro séculos depois. Até que, sob ordem da ditadura militar, o lago da usina de Itaipu “afogou” algumas delas.

 

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone