Coroação da padroeira embeleza Festa do Divino

13 de setembro de 2016 em Festa do Divino 2016, Galeria de imagens, Seções

 

Por Anita Martins.* Texto e fotos. Especial para o Daqui na Rede

 

Coroação.

Coroação.

A beleza e a organização impressionaram o público que acompanhou o desfile do cortejo imperial, ao som da Banda Filarmônica, e a cerimônia de coroação de Nossa Senhora das Necessidades, neste sábado (10.9), penúltimo dia da Festa do Divino de Santo Antônio de Lisboa. Mas, como bem resumiu o padre Edinei da Rosa Cândido durante a missa, por trás de tudo isso, estava o esforço de muita gente.

Ademir e Lia.

Ademir e Lia.

Que o diga o casal festeiro, Ademir Peixoto e Lia Marciano Peixoto, que começou a se dedicar aos preparativos para o festejo em janeiro. No Carnaval, trabalharam os cinco dias em barracas nas quais foram vendidos produtos para arrecadação de fundos. Depois, veio o ciclo do peditório, que inclui muitas idas a residências para pedir doações. Novenas, jantares e bingos também foram realizados.

Ademir e Lia ressaltam o empenho da família toda. “Antes de aceitarmos o posto de casal festeiro, fizemos uma reunião com filhos, noras e genros para saber se podíamos contar com a ajuda deles. Todos toparam. E, realmente, não poderíamos ter abraçado uma tarefa desse tamanho sem eles”, contam.

 

Envolvimento

O envolvimento da família com a Festa do Divino alcançou o auge em 2016, mas faz cerca de 30 anos que Ademir e Lia atuam como juízes. Os seis filhos – Max, Tatiane, Marcos, Maicon e Thainara – já estrelaram diferentes papéis nas celebrações, como anjinho, pajem, porta-bandeiras e imperatriz.

Maria Clara.

Maria Clara.

Muito do esforço para abrilhantar os festejos vem também das crianças e dos adolescentes que participam. Neste sábado, por exemplo, Maria Clara Machado Nunes, de dez anos, acordou antes das 8h e foi para o salão de beleza fazer maquiagem e cabelo. Prova de roupa, ensaio, chegada com antecedência e sessão de fotos mantiveram a menina ocupada até o início da noite. Pouco antes do cortejo sair da Casa do Império (residência de Ederson Pires e Fabrícia Lima Pires), Maria Clara já estava com dores no pé. Mas colocou um sorriso no rosto – como outras crianças fizeram após derramar lágrimas de nervoso e cansaço – e concluiu sua terceira participação na Festa do Divino.

 

Cruzzy arrasa no Divino.

Cruzzy arrasa no Divino.

Cruzzy e Gazu no Divino

A noite de sábado foi encerrada com as apresentações da banda Cruzzy – Guilherme (vocal), Cloves (violão), Ederson (baixo), Marcelo (bateria), Rodrigues (percussão) e Samuel (guitarra) – e do músico Gazu, ex-vocalista do Dazaranha.

Atrás do palco, estava Gerry Costa, irmão de Gazu e integrante do Daza. Pouco antes do show, Gazu, que agora atua em conjunto com a banda Iriê e em projetos solo, concedeu uma entrevista ao jornalista Diego Wendhausen Passos*, reproduzida abaixo.

Gazu.

Gazu.

Diego: Há quanto tempo você atua no meio musical?

Gazu: Desde os 13 anos, sempre envolvido com a música.

Quando surgiu a ideia de trabalhar em projeto solo?

Faz uns seis, sete anos, quando eu ainda atuava com o Dazaranha, fazia meu trabalho paralelo, com bandas, gravei DVD, CD, e agora, mais fortalecido.

Como surgiu a ideia de partir para o atual projeto de sua carreira?

A galera começou a me convidar para tocar nos bares, e até como complemento financeiro, comecei a apresentar nos bares, e comecei a sentir necessidade de ter outros músicos me acompanhando, e assim, eu montei uma banda para me acompanhar.

Como você tem se sentido nesta nova empreitada, após deixar uma banda que inclusive você ajudou a fundar?

Sim, depois de 23 anos com o Dazaranha, eu estou fazendo este meu projeto, sozinho, e está muito legal. Encontrei outros parceiros, super bacanas, grandes profissionais, fui recebido com muito carinho pela banda Iriê, e estamos fazendo um CD bacana, que a gente deve lançar no final deste ano, e sair em turnê de lançamento, no ano de 2017.

E com a banda Dazaranha, você ainda mantém bastante contato, ou se afastou deles?

Não tenho mais contato. A gente se desentendeu, mas eu sei que eles também gravaram um CD, vão lançar, estão metendo ficha, para fazer boas músicas para os fãs.

 

*Anita Martins e Diego Wendhausen Passos são jornalistas em Florianópolis.

 

 

CORTEJO, COROAÇÃO, CRUZZY, GAZU…. Fotos: Anita Martins.

 

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone