1º Farrão da Aleluia, Avante ano 70

18 de abril de 2017 em Galeria de imagens, Galeria de videos, Memória

 

Feijão. Foto: Celso Martins.

Feijão. Foto: Celso Martins.

Boato é o único fenômeno da natureza que se propagada com velocidade acima da luz. “Vai ter farra de boi em Santo Antônio”, alguém disse, bastando para que a veracidade fosse averiguada. “Farra de boi de mamão”, esclareceu o presidente do clube Avante, Edenaldo Lisboa da Cunha (Feijão).

O que aconteceu foi o primeiro Farrão da Aleluia na rua Cônego Serpa, fechada durante a tarde com autorização da autoridade municipal de trânsito a pedido do Avante, que comemorou os 70 anos de existência.

 

Capoeira na Cônego Serpa. Foto: Mandinga/Divulgação.

Capoeira na Cônego Serpa. Foto: Mandinga/Divulgação.

Capoeira

Grupo Mandinga, sob o comando do professor Polako, abriu a tarde na rua Cônego Serpa.

Boa parte dos integrantes são da região e participaram das aulas na Casa de Sambaqui.

A apresentação do Mandinga começou por volta das 16 horas.

 

Bateria do Baiacu. Foto: Celso Martins.

Bateria do Baiacu. Foto: Celso Martins.

Baiacu

A bateria do bloco Baiacu de Alguém apresentou-se em seguida.

Tendo comemorado 25 carnavais em fevereiro, o bloco recordou alguns sambas-enredos dos desfiles de Momo.

 

Pau de Fita

O grupo Olaria de Pau de Fita, vinculado à Associação do Bairro de Sambaqui (ABS), foi a terceira atração da tarde. Criado no início dos anos 1980, expressou o esforço para manter pública a Ponta do Sambaqui, ameaçada de ser fechada para sediar um clube náutico.

 

Boi da ABS

O Boi de Mamão da ABS foi o ponto alto desse primeiro momento do Farrão da Aleluia, atraindo grande público e encantando principalmente as crianças. O Pau de Fita e o Boi da ABS foram acompanhados pelo grupo musical (cantoria) liderado por Carlinhos Cunha. Em seguida as apresentações foram suspensas por causa da missa da Vigília Pascal, iniciada às 19 horas na matriz de Nossa Senhora das Necessidades, conduzida pelo padre Edinei da Rosa Cândido.

 

Noite chuvosa

Autorização. Foto: Celso Martins.

Autorização. Foto: Celso Martins.

Por volta das 20h30 começou a chover copiosamente, obrigando a organização do evento a suspender a participação do Boi de Mamão da Associação dos Moradores de Santo Antônio de Lisboa (Amsal).

 

Estouro

Abrigado das chuvas, o grupo Paiol de Pólvora, sob o comando de Rossano Cancelier, animou o restante da noite, com direito a participação de Gui Cardozo e Clóves das Neves no intervalo.

 

MOMENTOS DO FARRÃO. Fotos: Celso Martins.

 

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone