A história dentro d’água (8): fragata Amazonas

6 de abril de 2017 em A história dentro d'água

 

Estudo para a Batalha do Riachuelo, por Victor Meirelles, 1870.

Estudo para a Batalha do Riachuelo, por Victor Meirelles, 1870.

A fragata Amazonas, citada anteriormente, também foi construída na Inglaterra, movida a rodas, com deslocamento de 1.800 toneladas e 350 HP, tendo sido lançada ao mar em 1851. Foi testada com sucesso nas guerras do Prata (1851-1852) e do Paraguai (1864-1870), ativa nos principais combates. Na Revolta da Armada (1893-1894), foi tomada pelos rebeldes e encalhada na altura da Ilha das Enxadas, aonde afundou. MAIS.

Em 1879, já veterana de guerras, a fragata a vapor Amazonas chegou a Desterro no dia 13 de março, vinda de Montevidéo, viagem que durou sete dias. (O Despertador, 14.3.1879) Estava sob o comando do capitão de fragata José Marques Guimarães, responsável, entre outros, pela implantação do farol do Arvoredo.

Fragata a vapor Amazonas final do século XIX. Navio da Marinha Imperial Brasileira com participação na Guerra do Paraguai. Foto: Serviço de Divulgação da Marinha do Brasil/Domínio Público.

Fragata a vapor Amazonas final do século XIX. Navio da Marinha Imperial Brasileira com participação na Guerra do Paraguai. Foto: Serviço de Divulgação da Marinha do Brasil/Domínio Público.

O Amazonas retornou a Desterro em 1882. “Na quarta-feira, às 7 horas da noite, fundeou em Sambaqui este vaso de guerra de nossa esquadra, com o pavilhão de S. Ex. o Sr, chefe de divisão João Mendes Salgado, e sob o comando do Sr. capitão-tenente Miguel A. Pestana, no conterrâneo. S. Ex. o Sr. chefe Salgado acha-se nesta capital, onde é muito conhecido e conta numerosos amigos. Segundo nos informam, o Amazonas seguirá em breve para a corte, rebocando o Bahia, conforme já noticiamos. Cumprimentamos aos Srs. Salgado e Pestana“. (O Despertador, 12.out.1882, Capa)

João Mendes Salgado, barão de Corumbá, carioca nascido em março de 1832, formou-se na academia da Marinha, lutou na Guerra do Paraguai e chegou a vice-almirante da Armada, tendo recebido diferentes condecorações, como as ordens Nacional do Cruzeiro do Sul e da Legião de Honra. FONTE.

 

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone