Abrigos de passageiros são artigos de luxo

19 de abril de 2017 em Mobilidade

 

Sambaqui. Ficou só o "toco". Foto: Celso Martins.

Sambaqui. Ficou só o “toco”. Foto: Celso Martins.

Abrigo de passageiros virou artigo de luxo em Sambaqui e Santo Antônio de Lisboa. Quem depende de ônibus para se deslocar tem que aguardar em pé, faça chuva ou faça sol.

Em Sambaqui faltam duas instalações, uma danificada por maré cheia (12.10.2016) e outra por vendaval (12.3.2017). Em Santo Antônio o abrigo em frente à praça Roldão da Rocha Pires/Alfaias foi destruído por ventania (início de dezembro de 2016).

Os moradores da praia das Flores (Sambaqui) já falam em comemorar aniversário com bolo e velinhas. Têm como alvo o abrigo posto abaixo por maré alta em outubro do ano passado, local onde a base foi refeita, mas o abrigo esquecido.

Os poucos que sobraram estão parcialmente danificados e não oferecem proteção mínima (ambos em Sambaqui).

Praia das Flores (Sambaqui), 29 10 2016. Foto/Arquivo: Celso Martins.

Praia das Flores (Sambaqui), 29 10 2016. Foto/Arquivo: Celso Martins.

Praia das Flores (Sambaqui) em 12.3.2017. Foto/Arquivo: Celso Martins.

Praia das Flores (Sambaqui) em 12.3.2017. Foto/Arquivo: Celso Martins.

Santo Antônio de Lisboa, início de dezembro de 2016. Foto/Arquivo: Celso Martins.

Santo Antônio de Lisboa, início de dezembro de 2016. Foto/Arquivo: Celso Martins.

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone