Um pouco além do fundo do mar

25 de julho de 2017 em Ambiental, Galeria de imagens

 

Pico da maré seca. Foto: Ben Kraijnbrink.

Pico da maré seca. Foto: Ben Kraijnbrink.

A maré seca da última segunda-feira (24.7), surpreendendo até os mais antigos, revelou mais do que o início do fundo do mar. Trouxe à tona, também, o espírito de solidariedade, a discreta ação entre colegas visando os negócios no verão e as estripulias da cadela Estrelinha .

“Surpreende por ser em julho e não em agosto, quando costuma ocorrer”, explica Euclides Dutra (Kidinho), afeito às coisas do mar. Ele apareceu na praia no final da manhã por um apelo de Kato Higuchi: a maré seca não estava permitindo a atracação da escuna Sambaqui e o embarque de um grupo.

Praia das Flores. Foto: Celso Martins.

Praia das Flores. Foto: Celso Martins.

Rapidamente Kidinho tirou da garagem a pequena lancha “Popó” , usada no apoio às atividades de Stand Up Paddle (SUP) a partir da praia das Flores (Sambaqui). O objetivo seria conduzir os passageiros da escuna em pequenos grupos, um a um, até a escuna, atracada mais distante. Dito e feito. Logo estavam todos embarcados.

Veio então a revelação. Há cerca de três semanas, em evento da Associação dos Dirigentes de Venda (ADVB), surgiu a ideia de realizar atividades envolvendo os diferentes empreendedores, cada um mostrando na prática o que faz. Já aconteceu um almoço em Santo Antônio, por exemplo. Nesta segunda foi a vez da escuna Sambaqui mostrar um pouco do que faz, conduzindo o grupo para um almoço em Governador Celso Ramos, cruzando a Baía Norte de Florianópolis até o Continente.

“É uma experiência diferente. Quando chegar o verão cada um vai saber o que o outro faz e poderá indicar os serviços com segurança”, explica o jornalista Rodrigo Stüpp, idealizador do Guia Manezinho.

Estrelinha voadora. Foto: Celso Martins.

Estrelinha voadora. Foto: Celso Martins.

Fechando a manhã de revelações, a cadela Estrelinha, substituta do falecido Popó no SUP Sambaqui – acompanhou atenta a movimentação, correndo de um lado para o outro, no mar e na areia, tentando acesso na embarcação que conduziu os passageiros até a escuna e investiu contra os pneus de ônibus e caminhões. (Por C. M.)

 

MOVIMENTAÇÃO NA PRAIA DAS FLORES

(Sambaqui, Florianópolis-SC, 24 7 2017). Fotos: Celso Martins

 

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone