Joi e Tatiana em jornadas açorianas

24 de setembro de 2017 em Memória

 

Joi e Tati. Foto: Celso Martins.

Joi e Tati. Foto: Celso Martins.

Ela vai atrás de um vídeo-documentário há muito alimentado. Ele tem compromisso com uma exposição fotográfica. Destino: Ilhas dos Açores, Portugal. Nomes: Tatiana Kviatkoski e Joi Cletison.

 

Documentário

“Açores daqui, Açores de lá”, tema central do documentário de Tatiana, uma tentativa de aproximação entre as populações do litoral catarinense e os açorianos das ilhas portuguesas. Foco nos saberes e fazeres de homens, mulheres e crianças.

O roteiro iniciado esta semana vai durar cerca de 30 dias, com gravações nas ilhas do Faial, Pico, São Miguel e Terceira, além de uma visita à ilha da Madeira.

 

Janelas de Joi

“Janelas”, título da exposição que o fotógrafo Joi Cletison abre no dia 4 de outubro na galeria Arcos 8, na cidade de Ponta Delgada (Ilha de São Miguel), nos Açores. Confira abaixo texto sobre “Janelas”.

A poesia das janelas, da Ilha de Santa Catarina (Brasil), Arquipélago dos Açores e Portugal Continental

Exposição mostra arquitetura e a poesia das janelas de origem Portuguesa.

Cada Imagem traz uma mensagem diferente: a leveza, a paixão, a imponência, a sobriedade, a ternura, a simplicidade, a angústia e muitos outros significados que o espectador poderá encontrar nas aberturas das Janelas. Diretor do Núcleo Açoriano/UFSC, Joi Cletison pretende oferecer, através das janelas, um paralelo arquitetônico e artístico entre esses povos de cultura açoriana.

As 15 fotografias no tamanho de 1,10m X 1,60m ampliadas em cores sob tecido, permitem que as imagens das janelas possam ser vistas do lado interno e externo, rococós, contornos, entalhes, grades, cortinas, sacadas e floreiras. Combinações de cores inusitadas, formatos característicos de diferentes épocas e de diferentes status sociais convidam ao devaneio e ao percurso histórico. “A visão dos dois ângulos dá a possibilidade de o espectador observar a janela e sentir-se dentro do espaço onde ela está inserida”, explica o fotógrafo e historiador.

Janela de Joi Cletison.

Janela de Joi Cletison.

“O resto da cultura tradicional e do olhar doméstico que sobrevive à modernidade ainda se debruça sobre as janelas das metrópoles”, foi o que ensinou o poeta e jornalista João do Rio. Durante mais de 10 anos, o fotógrafo Joi Cletison espiou pelas janelas da Ilha de Santa Catarina, do Arquipélago do Açores e de Portugal Continental as semelhanças na arquitetura, na vida e nos costumes culturais das gentes. O resultado dessa expiração poética e antropológica será apresentado na exposição fotográfica “Janelas”, abre no dia 04 de outubro na Galeria Arco 8, na cidade de Ponta Delgada no Arquipélago dos Açores.

Nesta ida aos Açores a proposta de Joi Cletison é realizar a exposição e doar todas as obras para uma Instituição de caridade que atenda idosos, as obras serão leiloadas ou vendidas por esta instituição e os recursos aplicados em ações que beneficiem esta gente que sempre precisa muito de ajuda, independente de que pais estejam.

A realização da exposição “Janelas” e doação de todas as obras expostas conta com o apoio fundamental da Direção Regional das Comunidades, Governo do Açores, pois foi aprovada no Projeto Candidaturas/2017 que apoiou parte das passagens até os Açores.

Outra janela de Joi.

Outra janela de Joi.

Escolhi a Santa Casa das Misericórdias de Ponta Delgada para receber a doação das obras, pois a exposição será realizada na cidade de Ponta Delgada/Ilha de São Miguel nos Açores e nada mais justo que deixar as obras para uma instituição da cidade que acolheu a exposição “Janelas”. No Brasil uma obra destas pode ser vendida por duzentos Euros ou mais, mas creio que se tratando de uma ação dessas a instituição poderá até vender por um valor um pouco maior, pois temos agregado no valor a questão social. As totalidades dos recursos serão da Instituição escolhida para este fim, eu como fotografo estarei muito recompensado em saber que as minhas obras estão ajudando alguém.

Agradeço especialmente ao Pedro Bento, Diretor da Galeria Arco 8, por prontamente ter aceito a proposta de realizar a exposição, que será totalmente doada a Santa Casa das Misericórdias. Outro agradecimento especial é a Direcção Regional das Comunidades do Governo dos Açores que esta apoiando esta realização através do Projeto Candidaturas.

 

RESUMO

Foto: Joi Cletison.

Foto: Joi Cletison.


Exposição: JANELAS

Fotógrafo: Joi Cletison

Abertura: 04/10/2017 as 21 horas

Período: 04 a 13 de outubro de 2017

Local: Galeria Arco 8

Rua: Engenheiro Abel Ferin Coutinho

Ponta Delgada – Açores – Portugal

 

PROMOÇÃO

Galeria Arco 8

Direcção Regional das Comunidades

Governo do Açores

 

APOIO CULTURAL

Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC

Núcleo de Estudos Açorianos/UFSC

Santa Casa das Misericórdias de Ponta Delgada

 

“Açores”

Antes de viajar, Joi Cletison abriu a exposição “Açores” (fotografia), no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

A mostra permanece aberta à visitação até 12 de novembro (2ª a 6ª feira, das 8 às 20h).

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone