O cheiro do manacá do poeta Alcides Buss

19 de setembro de 2017 em Artigo

 

Manacá do quintal (borrifado). Foto: Celso Martins.

Manacá do quintal (borrifado). Foto: Celso Martins.

O poeta Alcides Buss indica a recente publicação do poema “O Manacá e o mundo”, comentando: “Esse manacá, tão típico da Ilha,/traz ao dia um olhar de paz/e, talvez, de amor”.

E complementa com um “tomara que goste!”

O flor tradicional está presente nos jardins de muitas casas da região.

CONFIRA.

 

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestEmail this to someone