HIROSHIMA

HIROSHIMA

  HIROSHIMA   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA*   Na manhã de 6 de agosto de 1945 a bomba de Hiroshima, a bomba, tão clara, exata, cirúrgica. Bomba geométrica, A bomba vem do céu, mas não é ave. A bomba vem de cima, mas não é Deus. Desce fumegante, a bomba não negocia, a bomba não
...Leia mais

QUEM NÃO DEVE…

QUEM NÃO DEVE…

  QUEM NÃO DEVE…   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   Quem não deve, não teme nem treme ou deve temer? Temor? Confraternizam-se e transacionam com os “Mafiosos da Carne” (sempre fraca) na calada da noite – palácios assépticos – muitos dormem, não eles. Chegam a rir – tão amigos eram – agora querem sangue. A
...Leia mais

ALFREDO, MEU PAI!

ALFREDO, MEU PAI!

ALFREDO, MEU PAI!   Para o meu Alfredo, no dia em que lembramos os 39 anos de sua morte (24 de maio de 1892-22 de julho de 1978)   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   “Você é seu corpo/Sua voz seu osso/Você é seu cheiro/E o cheiro do outro/O prazer do beijo/Você e o gozo/O que
...Leia mais

PSB com PMDB ou DEM?

PSB com PMDB ou DEM?

  PSB COM PMDB OU DEM?   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   Para todos que ainda acreditam na vitória da Democracia, da Compaixão e da Justiça “Correto: quando Temer diz “caríssimos” deputados é isso mesmo que quer dizer”. (RR)   Vamos ao que interessa. Não estou – no o texto abaixo – demonizando o Parlamento
...Leia mais

O DISSIDENTE CHINÊS

O DISSIDENTE CHINÊS

O DISSIDENTE CHINÊS  PARA TODOS OS PERSEGUIDOS POLÍTICOS DO MUNDO Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   A notícia parece que ficou “escondida” –, quase passou em branco. Mas queria fazer um registro. O que vou dizer no parágrafo abaixo poderá parecer solene e facilitário. Meu coração sempre esteve ao lado dos perseguidos e humilhados – na
...Leia mais

NASCE

NASCE

  NASCE   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   “(…) Espero um mínimo de lucidez/na dança dos meus ventos invernais,/embora isso pareça-me improvável,/por falta de navio, âncora ou cais”. (Geraldo Carneiro)   A literatura nasce de um estrondo? De um ruído? De um gemido? Muitos já apostaram em uma dessas palavras. Nasce de uma esperança contra
...Leia mais

ADEUS, GRÉCIA

ADEUS, GRÉCIA

ADEUS, GRÉCIA   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   Não bastaram fibra e amor, cai, Grécia, universo solar adequação entre ser e destino, envelhecemos – morte na soleira da porta, fragmentos de sonhos – só fragmentos – não a totalidade, adeus, Grécia, adeus, despedidas – só despedidas.   Ulisses: somos apenas seres virtuais, Homero envolto em
...Leia mais

TARCÍSIO

TARCÍSIO

TARCÍSIO   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   PARA TARCÍSIO, IRMÃO QUERIDO E MUITO AMADO QUE NOS DEIXOU EM 19 DE JUNHO DE 2016   “É isso aí: o tempo passando sobre todos nós – invernos, verões, outonos primaveras. Numa cabeceira da ponte, a parteira ou o obstetra. Na outra, o coveiro. Mas não acaba aí,
...Leia mais

PÓS-VERDADE: “VERDADE”?

PÓS-VERDADE: “VERDADE”?

PÓS-VERDADE: “VERDADE”?       Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA   OUVINDO A “AVE MARIA” DE FRANZ SCHUBERT, NA VOZ DE STEVIE WONDER   O que é verdade? Essa pergunta também foi feita a Jesus, durante o seu “julgamento”. A realidade é difícil? Os fatos são dolorosos? Então, muda-se o conceito e abandona-se a verdade. Num exemplo muito
...Leia mais

MENINA BRANCA DE NEVE

MENINA BRANCA DE NEVE

  MENINA BRANCA DE NEVE (Modesta paráfrase de um grande poeta)   Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA Para Clarice e seus irmãos Lucas, Américo e Maurício   “Quando você for se embora/moça branca como a neve/ me leve/ Se acaso você/não possa me carregar pela mão/menina branca de neve/ me leve no coração”. (…) (FERREIRA GULLAR,
...Leia mais